TOP
Desenvolvimento Profissional Eventos Planejamento de Carreira Secretariado Executivo

“5 inspirações para o seu planejamento de carreira”

“Clareza vem do engajamento, não do pensamento.”

― Marie Forleo

 

Eu me identifico com essa frase em vários aspectos, e ela cabe muito bem no tema que estamos tratando este mês. Porque quando o assunto é a nossa carreira profissional, não basta só ficar no plano dos sonhos, pensamentos e desejos – é necessário colocar a mão na massa.  E a ideia deste artigo é conversar sobre como estabelecer metas para a sua carreira e alcançá-las. Bóra lá?

 

  1. Comece pelo “porquê”

 

“Por quê?” é o título de um livro maravilhoso, cujo autor é Simon Sinek. Neste livro ele fala sobre a importância de sabermos a motivação e o propósito de nossas metas. Ele defende e comprova ao longo do livro, que pessoas e empresas que trabalham por uma causa específica são mais bem sucedidas, já que elas conseguem transparecer para o mundo a sua essência e também tem algo maior ao qual se apegam durante a sua jornada – o porquê elas fazem o que fazem. Veja bem: não é o “O QUE” elas fazem. Tampouco é o “COMO” elas o fazem. Mas o “PORQUÊ” elas fazem o que fazem. Você já parou para pensar nisso?

 

“As pessoas não compram o que você faz; elas compram o porquê você faz. E o que você faz simplesmente prova em que você acredita.”
― 
Simon Sinek

 

Pode parecer subjetivo, por isso te convido a fazer um exercício junto comigo. Vou usar um exemplo meu: por quê eu faço o Secretariado com Simone? Minha resposta: porque eu acredito na humanização das relações profissionais no ambiente corporativo, na importância da clareza a respeito da profissão de secretariado para que o seu valor seja reconhecido e no fortalecimento do protagonismo do profissional secretário por meio da disponibilização de conteúdo que possa servir de referência para trazer à tona discussões de temas relevantes para a categoria.

O “porquê” é diferente do “como” eu faço (que seria por meio da escrita, de vídeos, usando meu conhecimento profissional e experiência na área de secretariado) e também é diferente do “o que” eu faço (que seria o blog em si). E você: por quê você faz o que faz?

 

  1. Transforme sonhos em ações

 

Quando pensamos em metas para a nossa carreira, imediatamente temos uma projeção de imagens em nosso cérebro; sonhos que temos para nós, que parecem tão distantes, difíceis, por vezes até impossíveis de alcançar.

 

“Como comer um elefante? Um pedacinho de cada vez!”

 

Vamos lá! Tome este sonho que você tem para você e divida em metas. Em seguida estabeleça ações que te ajudarão a atingir o seu objetivo. As metas devem ser mensuráveis (ou seja, você deve ser capaz de medir se foram ou não alcançadas) e atingíveis (ou seja, metas possíveis e razoáveis). E os próximos passos devem ser ações físicas e visíveis.

 

Por exemplo: digamos que seu sonho é ser assistente de presidência em uma empresa multinacional. Para alcançar este objetivo você deve estabelecer metas, correto? Uma delas poderia ser alcançar a fluência no idioma inglês. Qual deve ser então a sua próxima ação (física e visível) para alcançar essa meta?

 

Neste caso é possível que matricular-se em um curso de inglês, criar o hábito de estudar, assistir as aulas com assiduidade, fazer os exercícios propostos e se expor o máximo possível ao idioma sejam algumas das próximas ações que vão te ajudar a atingir a sua meta, que te levará para mais perto do seu objetivo de carreira, que é ser assistente de presidência.

 

Já mencionei aqui no blog, mas vale a pena reforçar: o livro “A Arte de Fazer Acontecer”, do autor David Allen, aborda a metodologia GTD e explica em detalhe como podemos executar nossos projetos e tornar nossos sonhos realidade, por meio do gerenciamento de nossa energia e do nosso tempo, trazendo uma produtividade livre de estresse – leitura transformadora e mais que recomendada!

 

“Você na verdade não realiza um projeto; você só pode realizar os próximas ações relativas a este projeto.”
― 
David Allen

 

Quais são os seus projetos? Como você pode dividi-los em metas e em próximas ações?

 

  1. Canvas de Planejamento

 

Eu já falei sobre a Ana Paula Passarelli na live que fiz com a Bianca Rosário, no canal Manual da Secretária Executiva. Eu sigo o canal da Passa no Youtube (Passa dos 30), e dentre tantos outros assuntos, ela fala também sobre carreira. A Passa fez um workshop online gratuito no final de 2017, para o qual ela disponibilizou um material lindo, simples (e gratuito!), e um deles é o Canvas de Planejamento. Esta parte do artigo é inspirada no modelo que ela disponibilizou e, se você deseja receber o material original criado por ela, basta clicar aqui (recomendo!) 😉

 

Pois bem, tudo isso para te falar que de forma muito simples você pode colocar no papel as suas metas e acompanhá-las de perto, para garantir que você não perca de vista o seu objetivo ao longo da correria do dia a dia!

 

Por isso é que sugiro que cada meta que você estabelecer para atingir seus objetivos de carreira seja detalhada nos seguintes tópicos, para que seja mensurável e atingível:

 

– Por quê você quer atingir essa meta?

– O que você quer atingir?

– Como deseja atingi-la?

– Quando?

– Onde?

– Quem poderá te ajudar?

– Quais recursos você precisará?

– Quais são os possíveis sabotadores?

– Como você pode mitigar esses sabotadores?

– Qual é a data de conclusão desta meta?

 

De tempos em tempos faça a revisão do seu canvas de planejamento e ajuste suas metas, se necessário 😉

 

  1. Sentimentos desejados

 

“Saber como você realmente quer se sentir é a forma mais potente de clareza que você pode ter.”
― 
Danielle LaPorte

 

Vivemos em uma sociedade imediatista, com exposição excessiva de recortes felizes da vida alheia, e há uma pressão enorme para que tenhamos tudo “resolvido” e “alcançado” (e com êxito, claro!) já aos 20 e poucos ou 30 anos de idade (risos!). Mas a verdade é que a vida é uma jornada, e a rapidez com a qual atingimos os nossos objetivos não deveria ser a nossa métrica de sucesso, mas sim como nos sentimos com relação a nós mesmos nesse caminho.

 

E para nos apoiar durante a nossa jornada, vale uma reflexão. Quando você se imagina atingindo as suas metas de carreira, quais são os sentimentos que surgem dentro de você? E se você pudesse já começar a senti-los, antes mesmo que seus objetivos se materializem?

 

Danielle LaPorte, autora do livro “O mapa do desejo”, acredita que nós estamos em busca de sentimentos desejados, não de objetivos conquistados. Que queremos nos sentir de uma determinada maneira, não apenas ter alguma coisa. Então eu te convido a se auto-avaliar e pensar: quais são os seus sentimentos desejados? O que você pode começar a fazer já, agora, para começar a senti-los, enquanto trilha a sua jornada rumo aos seus sonhos?

 

Por exemplo: digamos que você é um profissional de secretariado trabalhando no mundo corporativo e cujo objetivo de carreira é fazer uma transição para atuar na docência. Neste caso um dos seus sentimentos desejados, ao se visualizar na docência, poderia ser o de “realização por transmitir conhecimento”. Para começar a viver este sentimento desejado já, você poderia se colocar a disposição para mentorar jovens aprendizes na empresa onde você trabalha. Entendeu? Que tal fazer esse exercício? Quais são os sentimentos desejados que estão vinculados às suas metas de carreira? Como você pode começar a senti-los durante a jornada?

 

  1. Coloque a mão na massa e desfrute a jornada

 

“Maestria requere resistência. Maestria, uma palavra que nós não usamos com frequência, não é o equivalente ao que podemos considerar seu cognato – perfeccionismo – um alvo inumano motivado por uma preocupação a respeito de como somos vistos pelos outros. Maestria também não é o mesmo que sucesso – um evento baseado em uma vitória alcançada em um ápice, em um momento pontual no tempo. Maestria não é meramente um comprometimento com um objetivo, mas com uma linha curva, uma constante busca”.

― Sarah Lewis

 

Abri este artigo com uma citação de Marie Forleo e encerro com esta de Sarah Lewis, retirada do seu livro “O Poder do Fracasso” (leitura que também recomendo!). Isso porque me parece importante reforçar que a busca pela maestria em nossa carreira é uma constante, e ninguém nunca terá dominado este assunto – muito menos eu. Este artigo traz alguns aprendizados meus, alguns já aplicados em minha trajetória, outros que estou exercitando agora e, ainda, outros que estou me esforçando para internalizar em minha jornada.

 

Uma coisa é certa: há altos e baixos, conquistas e fracassos, acertos e erros, frustrações e sucessos. E tudo isso faz parte do processo! Coloquemos a mão na massa, com essa consciência, e mesmo nas situações difíceis, lembraremos que maestria não é perfeição, mas a busca constante pelo aperfeiçoamento.

 

E é por isso que eu tenho certeza que você tem alguma contribuição bacana a respeito deste assunto para compartilhar aqui! Então seja bem-vindo e fique a vontade – vamos continuar a conversa nos comentários 😉 te espero por lá!

 

Obrigada pela leitura! Grande abraço! 🙂

 

PSIU 1: já viu que estamos conversando sobre plano de carreira no Youtube também, e com uma especialista no assunto? NÃO?!?!?! Então chega mais, separe um minutinhos para assistir os dois vídeos da série sobre plano de carreira para o profissional de secretariado! A parte 1 está aqui e a parte 2 está aqui. Garanto que você não irá se arrepender, o conteúdo está super enriquecedor, e foi preparado respondendo perguntas que a própria comunidade de Secretariandos nos enviou! VEM VER! 😀

 

PSIU 2: se você está curtindo essa conversa sobre plano de carreira e gostaria de ler mais a respeito deste tema, dê uma espiadinha aqui nos artigos anteriores! 😉

 

PSIU 3: ei, tenho outra novidade super bacana e cheia de reciclagem e conhecimento para você! \o/ Gostaria de te convidar para participar do webinário em comemoração ao segundo aniversário da Revista Digital Executiva News. Vai rolar de 23 a 27 de abril e para receber mais informações, você deve acessar aqui! Eu estarei lá falando sobre plano de carreira: aproveitando toda a pesquisa que fiz + a minha experiência no assunto, fiz um compilado em formato de vídeo para compartilhar com você por lá! Fique de olho e não perca, outros profissionais e assuntos relevantes para o secretariado serão abordados nessa semana de comemoração também! 😉

 

 

Author: Simone

Bacharel em Letras pela USP, Técnica em Secretariado Executivo, fluente em inglês, espanhol e português. Criadora do Secretariado com Simone, atualmente vivendo em Santiago do Chile.

Comentários

Tags:   

«
»