TOP
Desenvolvimento Profissional Produtividade Secretariado Executivo

“Série: Aprenda a Superar a Procrastinação [Parte 3] – Como lidar com as distrações.”

No artigo anterior nós aprendemos 3 estratégias para lidar com a falta de confiança, que é um dos vilões que nos faz procrastinar. Neste artigo nós vamos conversar sobre como lidar com as distrações.

 

Se você ainda não leu os artigos anteriores desta série, corre lá! Você aproveitará melhor este conteúdo se fizer a leitura na ordem correta! 😉 Aqui está o primeiro artigo e aqui o segundo. Eu te espero aqui!

 

As distrações tiram o nosso foco e nos impedem de executar tarefas que são prioritárias. Aprender a lidar com as distrações é fundamental para superar a procrastinação e ser um profissional de secretariado de alta performance. Vamos juntos?!

 

Estratégia 1: crie um ambiente de trabalho ideal.

Organize o seu escritório, deixe a sua mesa limpa. Pode parecer bobagem, mas tudo o que está no seu campo de visão te distrai e te lembra de alguma pendência.

 

Eu diria mais: organize não apenas o seu espaço físico, mas também o seu espaço eletrônico, digital e virtual. O seu desktop está cheio de arquivos espalhados e desordenados? Sua caixa de entrada está repleta de e-mails? Organize e destralhe! Jogue fora o que não precisa mais estar lá, coloque em pastas específicas o que não pode ser descartado e deve ser arquivado!

 

Outra coisa que me ajuda a criar um ambiente ideal de trabalho é escutar algum tipo de “ruído branco” sempre que possível: música clássica, instrumental, jazz, bossa nova, bineural beats, enfim, qualquer música que não tenha letra, não me envolva ou distraia, mas me ajude a me concentrar. Além disso, todos que chegam na minha sala elogiam a música e dizem que sentem um clima agradável no ar – tem coisa melhor do que tranquilizar as pessoas que nos buscam? 😉

 

Estratégia 2: mude de ambiente

Sim, eu sei. Pegar suas coisas e ir trabalhar em outro ambiente não é possível para muitos que trabalham com secretariado – somos necessários em nossa mesa, somos um ponto de referência no escritório, precisamos estar acessíveis e ser facilmente localizados. Porém, se você trabalha em uma empresa que tem uma cultura mais flexível, esta estratégia pode te ajudar!

 

Estratégia 3: use as distrações como recompensa.

Sabe aquele cafezinho com uma amiga para contar sobre o final de semana? Antes de aceitar o convite, comprometa-se por pelo menos 30 minutos com alguma tarefa prioritária que você esteja procrastinando e então, depois de avançar nesta tarefa, recompense a si mesmo com esse momento de descompressão.

Alternar momentos de foco com momentos de descontração vai inclusive melhorar a sua produtividade. O que mais te distrai? E se você usasse isso como recompensa?

 

Para encerrar o terceiro artigo desta série, que é baseada no curso do LinkedIn Learning de Brenda Bailey-Hughes no curso “Como Superar a Procrastinação”, eu gostaria de propor a você que a partir de hoje, começasse a perceber as suas distrações internas. Percebemos com muita facilidade as distrações externas: a conversa dos colegas, as “interrupções” sem fim, mas quantas vezes nós mesmos nos distraímos olhando nosso celular de 5 em 5 minutos? Coloque o seu foco nas coisas sobre as quais você tem controle – gerencie as suas distrações internas.

Aqui eu deixo uma dica: estou usando um aplicativo que estou a-man-do no meu celular, que se chama Space. Ele monitora o uso que eu faço do meu aparelho e me ajuda a não me perder nas redes sociais e a não gastar mais tempo do que o necessário no celular. Superar a procrastinação para nos tornarmos profissionais de secretariado de alta performance exige que deixemos a zona de conforto. Mas você não está sozinho nesta jornada! Vamos juntos! 🙂

 

Nos vemos no próximo artigo, quando conversaremos sobre o terceiro e quarto vilões que nos fazem procrastinar: o estresse e o bloqueio criativo! Até breve! 😉

Author: Simone

Bacharel em Letras pela USP, Técnica em Secretariado Executivo, fluente em inglês, espanhol e português. Criadora do Secretariado com Simone, atualmente vivendo em Santiago do Chile.

Comentários

Tags:  

«
»