TOP
Desenvolvimento Profissional Produtividade Secretariado Executivo

“Série: Aprenda a superar a procrastinação [Parte 5] – Como lidar com o medo?”

No artigo anterior nós aprendemos 3 estratégias para lidar com o estresse e com o bloqueio criativo e eu te dei uma dica de uma ferramenta super bacana que eu uso no meu dia-a-dia de trabalho no Secretariado e que me ajuda demais a lidar com isso!

 

Este artigo é o último da série “Aprenda a Superar a Procrastinação” e nele nós vamos aprender a lidar o medo, ele é um dos vilões da produtividade e nos faz procrastinar. Mas não se assuste! 😛 nós já chegamos até aqui e juntos enfrentamos os 4 primeiros vilões – este último não perde por esperar! Bóra lá?! (Psiu! Se você ainda não leu os artigos anteriores, dê uma pausa aqui e corra lá! Vale a pena ler esta série na ordem, você aproveitará melhor o conteúdo! Clique aqui e eu te espero na volta! 😉

 

Vamos conversar sobre como lidar com o medo? O medo nos faz procrastinar porque simplesmente detestamos determinada tarefa e não queremos fazê-la de jeito nenhum. Você já passou por isso? Eu não! Nunquinha! (rs! – tô rindo mas é de nervoso!)

 

Estratégia 1: dê a si mesmo uma recompensa pela conclusão da tarefa.

Podemos amar o nosso trabalho, mas dificilmente amamos tudo o que temos que fazer nele. Há coisas que realmente detestamos. Quando detestamos o que temos que fazer temos a tendência de procrastinar. Para evitar isso, tente se recompensar pelo cumprimento da tarefa. Ao final você se recompensará duplamente: sentirá o alívio por haver fi-nal-men-te concluído o trabalho e receberá a recompensa que você decidiu dar a si mesmo. 🙂

 

Estratégia 2: estabeleça um período determinado de tempo para trabalhar focado nesta tarefa.

Ok, já entendemos. Você detesta esta tarefa. Mas ela não vai se resolver sozinha, você precisa colocar a mão na massa. E quanto mais você procrastina, mais isso atormenta o teu sossego.

Você pode fazer isso de várias formas. Uma delas seria marcar 10 minutos no cronômetro e, ao término destes 10 minutos, pergunte-se: posso fazer isso por mais 10 minutos? Eu continuo mesmo detestando fazer este trabalho? Brenda Bailey-Hughes acredita que quando começamos a desenvolver uma atividade, ao nos envolvermos com ela, podemos perder esse “medo” ou esta repulsa, porque entramos no ritmo do modo de execução.

Além disso há a conhecida técnica Pomodoro: cronometre 25 minutos, trabalhe focado apenas nesta tarefa durante estes 25 minutos e, ao término deste tempo, descanse por 5 minutos. Repita o mesmo por 4 vezes. Ao terminar o ciclo, faça uma pausa mais longa de 15 a 30 minutos e recomece.

 

E eu gostaria de acrescentar aqui algumas estratégias que me ajudam muito: a primeira é a gestão da minha energia, e esta eu aprendi com David Allen no livro “A Arte de Fazer Acontecer”. É importante observar a energia que temos disponível para decidir qual tarefa vamos realizar. Aprenda a observar-se e a entender: em qual período do dia o seu nível de energia está mais alto? Em qual está mais baixo? Evite tentar fazer estas tarefas que te custam mais quando tiver menos energia disponível para gastar.

 

Outra estratégia, e esta eu aprendi com Gabriela Brasil, e foi retirada do livro de Brian Tracy, é a técnica dos Sapos Vivos. Basicamente ela te ensina a “engolir o maior sapo” logo no começo do seu dia! Ou seja: faça aquela tarefa mais chata, aquilo que te custa mais, logo de manhã! Assim você passará o resto do dia com a satisfação de saber que está livre do “maior sapo” que você teria que engolir 😉

 

E é por aqui que encerramos nosso papo – por enquanto – sobre o tema. Quero te agradecer pela companhia ao longo desta série de artigos e espero – de verdade – que ela tenha te ajudado superar a procrastinação. Se você curtiu o conteúdo, retribua: espalhe esta mensagem compartilhando com outros Secretariandos!

 

“Ser uma pessoa melhor a cada dia, fazer o nosso trabalho melhor a cada dia” – te inspirar e apoiar nessa jornada é a missão do Secretariado com Simone e, certamente, nos desenvolvermos para que possamos ser profissionais de secretariado de alta performance é parte desta jornada – você não está sozinho nessa – vamos juntos! Nos vemos em breve! 🙂

Author: Simone

Bacharel em Letras pela USP, Técnica em Secretariado Executivo, fluente em inglês, espanhol e português. Criadora do Secretariado com Simone, atualmente vivendo em Santiago do Chile.

Comentários

Tags:  

«