TOP
Carreira Secretariado Desenvolvimento Profissional Eventos Secretariado Executivo

“Tendências do Mercado para o Secretariado [Parte 2]”

Quais são as tendências para do mercado de trabalho para o Secretariado?

 

Se você já acompanha o Secretariado com Simone, sabe que eu estive na CONASEC 2018 e que estou trazendo por aqui o que foram para mim os maiores destaques deste evento.

 

Na edição deste ano ficou muito claro para mim como todos os temas, apesar de diferentes entre si, tiveram um mesmo fio condutor: o das tendências do mercado para o Secretariado, e é sobre isso que iremos conversar aqui.

 

Se você ainda não viu a primeira parte desta série, poderá ler aqui neste link ;). Se você gostaria de ler também os artigos que escrevi sobre a edição da CONASEC de 2017, poderá acessar todo o conteúdo, que ficou bem bacana, aqui neste outro link 🙂

 

No artigo anterior as tendências destacadas foram: adaptabilidade e aprendizado constante, comunicação efetiva, mentalidade voltada para a produtividade e tornar tangível o valor do secretariado. A seguir eu compartilho com você outras 4 tendências que se destacaram nas palestras durante o evento. Vamos lá?!

 

1. Capacidade transformadora

 

Angélica Nascimento, Assistente Executiva, durante palestra na CONASEC 2018. Foto tirada pela equipe do evento.

Corroborando a importância de medir a nossa performance, Angélica Nascimento compartilhou conosco a sua experiência durante a sua palestra “Indicadores de Performance”.

 

Um orgulho para a nossa categoria, já que Angélica é Assistente Executiva e nos representou MUITO BEM no palco [palmas! <3], sua apresentação nos mostrou que as empresas que estão preocupadas em nutrir uma cultura de alta performance incluem seus colaboradores da área administrativa como suporte para atingir as metas estratégicas da empresa e estão valorizando profissionais que querem arregaçar as mangas e fazer mais, aprender mais e se desenvolver mais!

 

 

 

Slide apresentado por Angélica Nascimento durante palestra na CONASEC 2018.

 

Cabe aqui uma reflexão e uma chamada para ação para todos nós, profissionais de secretariado: o que temos feito para conseguir medir a nossa performance? Ao longo deste evento ficou claro que não existe uma receita pronta para fazê-lo. Se queremos que isso se torne realidade, precisamos assumir o protagonismo desta causa, transformá-la em ações concretas e colocá-la em prática em nosso dia a dia. Disso depende o futuro da nossa profissão e a nossa empregabilidade!

 

2. Conectar pessoas e processos

 

Stefi Maerker, Gustavo de Almeida, Ana Luísa do Prado e Nilton Santos, durante o Painel sobre a Relevância da Política de Viagens, na CONASEC 2018. Foto tirada pela equipe do evento.

O painel sobre “Relevância da Política de Viagens no Cenário Atual” liderado por Stefi Maerker com a participação de Gustavo Mello de Almeida, da GWA Turismo, Ana Luísa do Prado, da Sygenta e Nilton Santos, da Naskas, foi muito interessante e deixou claro que é esperado do profissional de secretariado a capacidade de ser um ponto de conexão entre: o departamento de Compras, a agência de viagens e o viajante.

 

O profissional de secretariado como ponto de conexão entre estas áreas deve ter capacidade de análise crítica, já que recebe, filtra, balanceia e alinha todas as prioridades e demandas de cada um destes personagens no processo de compra de uma viagem.

 

Ele deve ser imparcial e garantir que a política e o processo de viagens sejam otimizados, humanizados e protegidos, em prol dos recursos humanos, de tempo e financeiro, de todas as partes envolvidas. Apenas um profissional com capacidade de análise, influente pelo exemplo e pelo conhecimento, com disposição para escutar e servir pode realizar este trabalho.

 

Considerando que o gasto com viagens costuma ser uma das maiores despesas das empresas e que gerenciar este processo exige competências administrativas e de negociação, eis aqui uma oportunidade para que o profissional de secretariado se posicione como relevante para o negócio e atue de forma estratégica para a companhia. 

 

3. Agente de inovação

 

A palestra “O poder da inovação” proferida por Renata Perina mostrou que a capacidade de inovação está em cada um de nós – e que se assumimos este papel podemos ser agentes importantes e transformadores em nosso meio.

 

A empresa cresce com nossa contribuição e rendimento, e por isso é nosso dever deixar um legado, como profissionais que contribuem para o bom andamento dos processos. E isso é feito simplificando, entendendo que a inovação não depende da tecnologia, mas do olhar que lançamos sobre o nosso trabalho todos os dias, e como podemos entregar excelência fazendo sempre o nosso melhor.

 

Para projetar o futuro da nossa profissão é necessário entender o mercado no qual estamos inseridos e os nossos clientes. Temos feito esta observação ou temos agido conforme os ventos?

 

,

Slide apresentado por Renata Perina, durante palestra na CONASEC 2018.

 

Ao final da palestra, Renata sugeriu um exercício: pensando que “inovação são as pessoas”, o que você fará de inovador e criativo ao chegar no escritório após esta palestra?

 

Deixo aqui esta reflexão como um cutucão para gente refletir e agir! 😉

 

4. Usar a inteligência artificial e desenvolver a inteligência emocional

 

Jeni Shih durante palestra na CONASEC 2018. Foto tirada pela equipe do evento.

Jeni Shih encerrou o evento com chave de ouro apresentado-nos Watsom em sua palestra sobre “Inteligência Artificial e Soft Skills”. Ao mostrar-nos tudo o que a inteligência artificial desenvolvida pela IBM pode fazer, ficou claro que, em nosso contexto, a tecnologia serve para liberar o profissional de secretariado de tarefas operacionais, repetitivas e trabalhosas para que este possa dedicar-se às tarefas de gestão de processos e intervenções que exijam o trato humano – as soft skills.

 

A inteligência artificial não extinguirá a profissão de secretariado, mas impulsionará a sua transformação. Como tudo no mundo atual!

 

Pare, observe, questione-se e reflita: o movimento que vemos no mercado de trabalho atual pode não ser apenas reflexo de uma crise, mas das tendências pós-modernas.

 

Cada vez menos vagas, porque temos boa parte do nosso trabalho otimizada e automatizada. Vagas com exigências cada vez maiores. Isso pode ser consequência de um movimento inevitável do mercado em busca de profissionais que queiram exercer este novo perfil de secretariado: um perfil que não se restrinja à atuação como especialista, mas que navegue pelas distintas áreas da empresa, aberto para ser um generalista. Um perfil que queira se desenvolver como pessoa e profissional (já que estas duas esferas estão cada vez mais líquidas e dissolvidas uma na outra), a medida em que visualiza e cria oportunidades em meio a toda esta transformação.

 

Um perfil que interage, pesquisa, conhece e usa a seu favor a tecnologia e a inteligência artificial, sem medo. E que, para fazer tudo isso, investe em seu desenvolvimento trabalhando em suas competências emocionais de forma deliberada. Buscando tornar-se mais produtivo e organizado, para poder gerir processos, não mais através apenas de papéis e planilhas, mas por meio de relacionamentos, influenciando positivamente as pessoas, antecipando demandas, envolvendo-se em processos, de forma humanizada, empática, sensível e potente!

 

Bem-vindo ao novo secretariado! =)

 

Aqui eu encerro esta série de artigos sobre a CONASEC 2018. Espero que você tenha curtido. Busquei trazer o melhor do evento para cá, de forma que o conteúdo fosse relevante para você, não com o intuito de ensinar algo de forma definitiva, mas principalmente com a intenção de levantar reflexões a respeito da nossa atuação.

 

Obrigada pela companhia e nos encontramos no próximo artigo, no LinkedIn, no Youtube, no Instagram, no IGTV e no Facebook! 😀 e vamos continuar a conversa sobre este assunto aqui nos comentários! Grande abraço!

 

 

Author: Simone

Bacharel em Letras pela USP, Técnica em Secretariado Executivo, fluente em inglês, espanhol e português. Criadora do Secretariado com Simone, atualmente vivendo em Santiago do Chile.

Comentários

Tags:    

«